O despertar da sexualidade e o uso de florais

Esse trabalho acadêmico, foi apresentado na faculdade Unyleya em agosto de 2020, obtendo a nota máxima proposta pela atividade; que tinha como o objetivo a discussão do despertar da sexualidade com o uso de florais. De modo a obter uma vida mais saudável física e mentalmente compreendendo melhor a sua própria sexualidade. 
 

1. INTRODUÇÃO

Durante muitos séculos o sexo e o desenvolvimento da sexualidade, bem como o diálogo e estudos sobre o mesmo foi visto como pecado pela sociedade; que estava sendo integralmente conduzida pelos ideais, códigos, leis e pensamentos morais da igreja. Sendo esse assunto visto como algo errado e vergonhoso, literalmente pecaminoso. A liberdade de expressão e a suposta naturalização desse assunto é algo ainda bem recente, ainda em estágio embrionário nesse século XXI. 

Esse comportamento punitivo e restritivo a algo que é natural da vida, gerou de geração em geração uma sucessão de sequelas de ordem física, mental e emocional. Osho (1993), em sua obra “Do Sexo a Supraconsciência” afirma que por muitos anos tentamos nos livrar daquilo que é natural a nossa espécie, o sexo. E com isso geramos diversos bloqueios que nos impede de atingir o que ele chama de “supraconsciência”. Estágio que só é atingindo após passar por algumas fases de autoconhecimento. Inicialmente com a parte física, compreendendo profundamente a sexualidade, a ponto de chegar até um determinado momento em que a compreensão é tanta, que a prática já não se faz mais necessária. Em suas palavras: 

“O sexo é a energia mais vibrante do homem, mas não deve ser um fim em si mesmo: o sexo deve levar o homem à sua alma. A meta é da luxúria à luz.” (Osho, 1993, p. 66)

Hoje o que observamos é um liberdade sexual dissociada do amor. Toda restrição imposta ao tema foi removida do âmbito físico e transferida para o campo emocional. O sexo passou a ser permitido, mas sem emoção ou envolvimento. Existe pouco interesse em se aprofundar, conhecer e sentir emoções mais profundas e estáveis, tudo se tornou passageiro e consumível. O sociólogo Zygmunt Bauman (1991), ao estudar e observar a evolução de nossa sociedade, criou um conceito chamando “Modernidade líquida” onde o mesmo defende a ideia de que a lógica do consumo adentrou também as relações sociais, e as pessoas passaram a comprar afeto e atenção. Desse modo não havendo mais espaço para a construção e desenvolvimento de relações afetivas mais profundas, sólidas e duradouras.

A superficialidade das relações dessa forma acaba por dificultar o desenvolvimento da consciência de si mesmo, da sexualidade e da profundidade que o amor pode alcançar, trazendo assim um grande vazio existencial e diversos bloqueios mentais, emocionais e energéticos. 

Existem diversas atividades e terapias que ajudam o paciente a trabalhar e remover esses bloqueios que estão impactando na sua qualidade de vida. A terapia com florais, trabalha exatamente nesse campo sutil da emoções. Direcionando a pessoa para um estado de consciência sobre si mesmo e permitindo assim, através da auto observação e reflexão, melhorar diversos aspectos que estão impactando e trazendo sofrimento para si mesmo.  Fortalecendo qualidades e ajudando identificar aspectos negativos de nossa personalidade para que possamos melhorar e atingir nosso propósito, ancorando nossa matéria ao nosso eu espiritual.

2. A SEXUALIDADE E OS FLORAIS

Irei citar aqui alguns sistemas florais dos Estados Unidos da América e Canadá que trabalham as emoções ligadas a sexualidade. É importante frisar que cada indivíduo pode necessitar de um floral específico para determinada moléstia, ou seja, existem diversos motivos ou caminhos que podem estar criando um determinado bloqueio emocional, mental ou energético. Sendo assim é preciso analisar todo o contexto biopsicossocial em que se encontra o paciente na escolha dos florais ideais para tal situação apresentada. 

2.1 Florais da Califórnia

Os florais da California foram descobertos por Patricia Kaminski e Richard Katz em Serra Nevada, Califórnia. Onde foi encontrada uma grande diversidade de flores silvestres e após um detalhado período de testes e experimentações criou esse sistema de florais. Abaixo irei citar três florais da Califórnia que trabalham a integração da sexualidade com o espiritual, auxiliando a pessoa a criar a conexão da matéria com a alma.

  • Basil – para pessoas que tendem a polarizar e separar a espiritualidade da sexualidade, com a crença de que essas duas experiências não possam coexistir. Esse floral amplia a consciência proporcionando a integração da sexualidade e espiritualidade numa totalidade sagrada.
  • Sticky Monkeyflower – para pessoas que possuem medo da intimidade e da sua sexualidade, de criar laços e amor na relação sexual. Possui sentimentos sexuais reprimidos, pouca demonstração de carinho e comportamento sexual inapropriado. Esse floral traz uma integração equilibrada do afeto a intimidade sexual. 
  • White Trumpet Lily – para pessoas que possuem a imagem de que a sexualidade é impura e suja. Tensão na identidade sexual, valores ou experiências sexuais conflitantes. Conflito entre a sexualidade e espiritualidade. Esse floral traz uma integração entre a sexualidade e a espiritualidade.

2.2 Florais do Alasca

O floral do Alasca foi criado por Steve Johnson, quando em 1978 foi trabalhar no Alasca como bombeiro e encontrou uma grande quantidade de flores silvestres. Já sendo conhecida a força e a vibração das plantas que nascem no Alasca, em 1983 começou a pesquisar, e preparar as primeiras essências, criando assim o sistema de florais do Alasca  com a colaboração de Jane Bell. Seu sistema é constituído de essências florais, minerais e ambientais. Abaixo irei citar algumas essências que auxiliam na integração da sexualidade com a espiritualidade.

  • Balsam Poplar – Ajuda na liberação de tensão emocional e sexual profundamente guardado e que bloqueia a circulação saudável das energias vitais no corpo.
  • Green Fairy Orchid –  Amplifica a ideia de masculino e feminino, transpondo a visão de dualidade e trazendo a percepção de unidade e completude. Promove o equilíbrio entre as energias masculina e feminina.
  • Essência mineral Green Jasper – restaura a sexualidade saudável e a sensualidade, auxilia a conexão com o feminino selvagem, para pessoas que estão com o chakra inferior bloqueado. Ajuda a ancorar e reconectar o corpo ao um ritmo saudável e natural. 

2.3 Florais do Deserto

O floral do deserto foi descoberto por Cynthia Scherer por volta de 1984. As plantas do deserto possuem algumas características específicas, como de se adaptar e sobreviver com poucos recursos e por isso possuem uma energia especial. Transmitem qualidades como adaptabilidade, conexão com nosso interior, paz, individualidade, se manter no presente, dentre outras. Abaixo irei citar alguns florais desse sistema que trabalham na conexão da espiritualidade com a sexualidade.

  • Desert Holly – Ajuda a se abrir para o amor, vivendo de forma mais guiada pelo coração. Bom para aqueles que se guiam mais pela mente do que pelo coração. Facilita nossa abertura para o amor.
  • Purple Mat – Ajuda a ser verdadeiro consigo mesmo perante os outros. Para aqueles que escondem sentimentos ou necessidades por medo de ser rejeitado.
  • Teddy Bear Cholla Cactus – Ajuda a lidar com os medos profundos ligados a intimidade, permitindo que os outros se aproximem para conhecer nossa beleza interior. Indicada também quanto a impaciência com nosso crescimento pessoal.
  • Floral composto – Sexual Harmony Formula – Nos torna conscientes em relação ao nosso parceiro, ao reconhecimento, a sermos responsáveis pela nossa energia sexual e para a resolução de padrões sexuais viciantes.

2.4 Florais do Pacífico

Esse sistema de florais foi criado por Sabina Pettitt e Fiona Maclead por volta de 1983. O diferencial desse sistema está nas essências marinhas, trazendo para a medicina vibracional uma nova frequência para tratamentos. As doze essências marinhas estão relacionada aos doze meridianos da medicina chinesa. Abaixo irei citar algumas essências desse sistema que trabalha a sexualidade e a espiritualidade.

  • Indian Pipe – Facilita o envolvimento de maneira completa nos relacionamentos e com a comunidade, mantendo e expressando as qualidades únicas de nosso ser; afasta sentimentos de menos-valia e autocomiseração.
  • Pearly Everlasting – Para quem possui dificuldade em manter e se entregar a um compromisso intenso e duradouro nos relacionamentos
  • Purple Magnolia – Intensifica os sentidos; promove intimidade e a não separação; eleva a sexualidade ao pleno potencial de intimidade. Trabalha os desafios como frigidez, frieza e afastamento da vida.

3. CONCLUSÃO

Por muitos anos o desenvolvimento da sexualidade foi vista como algo errado e impuro. Hoje as restrições saíram do campo físico para o campo emocional, onde o mais “forte” é aquele que menos se apega, que menos se entrega, criando assim uma barreira para a entrega total ao outro. Esse novo comportamento tem gerado uma série de frustrações e insatisfações com a própria vida, trazendo uma sensação de vazio e incompletude.  

É preciso um trabalho de conscientização interna, para compreender a força que a entrega sexual possui na vida. O quanto essa troca energética pode agregar e auxiliar na evolução pessoal. É preciso compreender a importância desse ato, e não apenas faze-lo de forma vulgar, em qualquer lugar, com qualquer pessoa ou por qualquer motivo. Os florais trabalham justamente no campo sutil das emoções, auxiliando nesse processo de auto descobrimento, reflexão e conscientização de si próprio, de forma que seja possível melhorar e desbloquear travas que nos impedem de atingir nosso propósito e caminho. Os florais aqui apresentados são alguns de vários outros, que trabalham esse aspecto tão natural do ser humano, porém que foi esquecido ou perdido ao longo de nossa história.

5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

RAJNEESH, Bhagwan Shree (Osho). Do sexo à supraconsciência, ed. Cultrix, 1993

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida, ed. Zahar, 2001

ESSÊNCIAS FLORAIS. Importadora de essências florais. Disponível em:https://www.essenciasflorais.com.br/. Acesso em 05 ago. 2020

DESERT ALCHEMY. Sobre os Florais do Deserto. Disponível em:https://www.desert-alchemy.com/pt/. Acesso em 08 ago. 2020.